top of page

Nota de repúdio às publicações anônimas com ataques à PMDF

A Associação dos Oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal (ASOF – PMDF) vem a público para repudiar a divulgação e o conteúdo de certo material supostamente informativo e anônimo que, de forma irresponsável, contraproducente e infensa ao diálogo sadio, acirra os ânimos entre as corporações da PMDF e da PCDF. Divulgados durante a semana de 11 a 15 de fevereiro, os banners – que insuflam a discórdia entre policiais civis e militares, claramente atacando a reputação da PMDF – veiculam factoides referentes à suposta falta de paridade entre as corporações, criticam a existência de escolas ligadas à PMDF e de hospitais militares, além de reivindicar que haja um reajuste nos vencimentos da PCDF superior ao percebido pela categoria militar. A ASOF refuta e condena essas publicações apócrifas, cujo teor supostamente sindical somente tem o objetivo de agravar ainda mais as diferenças históricas entre as corporações que atuam na segurança pública do DF. Publicações essas cuja condição de autoria anônima evidencia claramente o caráter sub-reptício, desonesto e ardiloso de sua intenção escusa.

Confira, a seguir, a reprodução de uma dessas publicações:


Ataques a instituições militares

Repletas de ataques a supostos benefícios dos militares, ao Colégio Militar Tiradentes e ao Hospital da PMDF, as publicações anônimas não esclarecem o fato de que a PCDF não ter estabelecimentos escolares e hospitalares próprios não a impede de tê-los no futuro, considerando-se que instituições de ensino e de saúde da Polícia Civil seriam de grande relevância para a sociedade brasiliense.

A ASOF declara que, uma vez que a fonte pagadora dos órgãos de segurança pública do DF é exatamente a mesma (o Fundo Constitucional), não há necessidade de disputas entre as corporações neste sentido. De igual modo, a Associação esclarece que não se justifica, na atual conjuntura nacional e distrital, um tratamento diferenciado ou uma discrepância salarial entre as duas corporações. Ainda que cada uma tenha uma missão constitucional distinta, a ASOF reconhece que as atividades de ambas as corporações são complementares e essenciais à segurança pública do DF.

Respeito à PCDF

Reafirmando o seu total repúdio à atitude irresponsável de quaisquer entidades supostamente sindicais que tenham interesse em alimentar a discórdia no âmbito de ambas as categorias da segurança pública do DF, a ASOF aproveita o ensejo para tornar público o seu estrito e profundo respeito à instituição da Polícia Civil do Distrito Federal. A Associação deixa claro que sua repulsa de protesto em relação às citadas publicações anônimas não se estende, jamais, à categoria da PCDF, uma instituição histórica da sociedade brasiliense, com inestimáveis e louváveis serviços prestados ao cidadão do DF.

Por fim, a ASOF conclui esta nota de repúdio propondo que ambas as corporações da Polícia devem prezar pelo seu estrito serviço à população brasiliense, repudiando toda e qualquer atuação ilícita, desonesta e dissimulada que promova a desavença e o conflito entre as corporações, em detrimento do compromisso institucional que ambas têm perante a sociedade brasiliense, inclusive em obediência aos princípios constitucionais que cabem a ambas defender com honra, dignidade e respeito mútuo.

1 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page